Diminuindo a ansiedade...

Com o ritmo de vida acelerado e a crescente demanda por soluções rápidas, tanto no trabalho quanto em casa, é comum que nosso corpo e mente se encontrem em um constate estado de alerta. Isso provoca estresse, ansiedade, nervosismo e, muitas vezes, insegurança e sentimento de frustração, fatores que acabam prejudicando nossa saúde física e emocional.



Técnicas de relaxamento para diminuir a ansiedade:

Respiração e relaxamento
A respiração é uma das principais técnicas para controlar a ansiedade que, por sua vez, é uma das causas emocionais da síndrome do pânico. Entretanto, não adianta deixar para se preocupar com a respiração apenas durante a crise: é necessário fazer com que as técnicas de respiração se tornem um hábito de vida.
Cinco minutos diários de inspirações e expirações longas e profundas são suficientes para perceber os benefícios da respiração. Quanto mais consciente você for durante a respiração, maior será sua capacidade de lidar com as situações do dia a dia, e menor será a chance de ter uma crise de ansiedade.


Passo a passo da respiração:
Desacelere sua respiração e esvazie os pulmões. Em seguida, inspire suavemente pelo nariz, contando devagar até quatro e deixando a barriga se expandir. Por fim, expire suavemente, contando até seis. Tente respirar entre oito e 12 vezes por minuto, estabelecendo um ritmo confortável e utilizando o diafragma — o músculo imediato abaixo do tórax.


Relaxamento muscular progressivo
Libertar a tensão muscular e reduzir ou afastar as preocupações também ajuda a evitar as crises. Você só precisa contrair e, em seguida, descontrair os diferentes grupos musculares do seu corpo. Com o relaxamento, sua mente irá focar na sensação de bem-estar e eliminará os pensamentos e emoções que trazem ansiedade. Quanto mais você praticar, mais sua mente aprenderá a trazer sensações de bem-estar de maneira espontânea.
Meditação
Muitos tipos de meditação são eficazes para reduzir a ansiedade. Pesquisas mostram que a meditação pode realmente mudar alguns estados do cérebro e que, com a prática regular, aumenta a sensação de serenidade e alegria.


Questione seus pensamentos
Seus pensamentos podem criar um ambiente de tranquilidade ou de ansiedade, dependendo de como você reage a eles. Se, diante de uma situação que ainda não aconteceu, você ficar pensando que algo pode dar errado ou que você não é capaz de enfrentar o momento, a ansiedade certamente aparecerá.
Normalmente, não questionamos nossos próprios pensamentos e, na maioria das vezes, as coisas que vêm a nossa mente se tornam verdades absolutas. Se você está se preparando para uma prova, por exemplo, pode ter uma série de pensamentos que tragam medo ou confiança. Tudo depende do seu sistema de crenças, da sua história e da forma como você aprendeu a pensar sobre a vida e sobre você mesmo.



5 dicas de como controlar a ansiedade

Tenha um hobby
Lembre-se de abrir um espaço na agenda para fazer atividades que realmente lhe façam feliz, pelo menos uma vez por semana. Gosta de pintura? Inscreva-se em um curso! Gosta de esportes? Pratique! O importante é encontrar uma brecha nas obrigações, por menor que seja, para ter um hobby e se dedicar ao máximo a uma coisa que você goste.
Seja organizado
Pessoas ansiosas normalmente entram em desespero quando se encontram com muitas tarefas a resolver no trabalho ou em casa, o que contribui diretamente para queda na qualidade das tarefas executadas. A dica, portanto, é ter uma agenda semanal bem definida com prioridades, horários, locais e tudo o que for acontecer de importante nos próximos dias. Além disso, é fundamental se organizar e focar em uma atividade de cada vez.


Converse com alguém querido
Vai ter uma reunião importante no final do dia? Não estrague seu almoço pensando e se torturando sobre isso. Marque um almoço com os amigos do escritório ou algum familiar querido e aproveite para clarear as ideias e relaxar um pouco. Uma horinha de boas risadas e conversa agradável pode reduzir o estresse.


Durma
Uma boa noite de sono é essencial para quem sofre de ansiedade, principalmente durante os dias mais corridos da semana. Lembre-se: seu corpo precisa descansar e, para isso, elimine distrações (como televisão, computador e até celular) do seu quarto.


Cuidado com a alimentação
A pessoa ansiosa deve tomar bastante cuidado com a alimentação fora e dentro de casa. Isso porque é comum “descontar” a frustração e a ansiedade em comidas bem pesadas e gordurosas. Tenha controle, sua saúde agradece!



Fontes bibliográficas

http://www.sbie.com.br/

www.bolsademulher.com/