o chá de hibisco e sua saúde

Artigo original em:
http://www.artigonal.com/nutricao-artigos/cha-de-hibisco-uma-bebida-rica-em-ferro-7394939.html
"os chineses e os japoneses consomem há séculos diversos tipos de chá. Uma bebida milenar, trata-se de uma infusão feita de folhas, flores e brotos de diversas plantas que tem inúmeras vantagens e benefícios nutricionais. Dentre os muitos tipos adotados por esses povos, um dos mais populares é o chá de hibisco, que vem sendo redescoberto pela medicina alternativa e pelos nutricionistas na última década.


Extremamente indicado por diversos especialistas da área da saúde, esse chá é uma das mais potentes infusões inventadas pelo homem, já que ele é oriundo de uma flor riquíssima de diversas substâncias. Ele é feito do botão seco do hibisco do tipo Hibiscus sabdariffa, o que resulta numa bebida especialmente antioxidante e anti-inflamatória.

Dentre as substâncias que a compõem, está o ferro, um dos nutrientes mais nobres e valorizados pela medicina nos dias atuais. Trata-se de um elemento de origem mineral que se manifesta sob a forma inorgânica na flor e que tem diversos efeitos positivos para a saúde. Confira a seguir alguns desses efeitos e como o chá de hibisco pode ser um ótimo aliado para o seu bem-estar físico!

Um parceiro da saúde do sangue
HemáciasUm dos principais benefícios do ferro é sua atuação na corrente sanguínea. Isso porque as hemácias, também conhecidas como glóbulos vermelhos, dependem do ferro para desempenharem sua função. Afinal, elas, que têm como objetivo transportarem o oxigênio para os múltiplos tecidos do corpo, são compostas de hemoglobina, uma molécula proteica que contém átomos de ferro.

O ferro compõe a hemoglobina porque é ele quem faz o transporte do oxigênio. Ele se liga a dois átomos de oxigênio, formando uma cadeia que será levada aos órgãos e componentes do corpo humano – a chamada oxiemoglobina. Trata-se de um processo reversível, pois a hemácia pode desprender-se do ferro, quando este não estiver mais apto ou qualificado, para juntar-se a outro átomo de ferro e, assim, continuar sua função de transporte de oxigênio.

Sendo assim, sem ferro, o corpo não terá hemácias ativas e, assim, a distribuição de oxigênio será prejudicada. A principal consequência da deficiência de ferro é a anemia, quando não há glóbulos vermelhos suficientes para as necessidades do corpo. Dentre os sintomas desse problema, há a fadiga generalizada, a falta de apetite, a palidez, a apatia e uma indisposição inexplicável, como se a pessoa tivesse sido atropelada ou tivesse contraído alguma virose.

A forma mais eficiente de se evitar tal risco é o consumo equilibrado e regular de alimentos que contêm ferro, bem como bebidas e produtos ricos desse mineral. O chá de hibisco é uma dessas bebidas, sendo altamente indicado para quem tem carência de ferro e algum histórico de anemia. Com uma dieta abundante de chá de hibisco, a pessoa passa a ter ainda menos dores de cabeça (já que o oxigênio é melhor ventilado e circulado nas muitas partes do organismo) e mais vontade para fazer as coisas, evitando assim fraquezas e desânimo.



Segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), o grupo mais vulnerável à carência férrica são as mulheres, gestantes ou não, juntamente com as crianças. De acordo com a mesma fonte, aproximadamente de 20% a 30% da população mundial apresentam algum grau de deficiência de ferro no corpo.

As mulheres são tão vulneráveis principalmente porque elas perdem muito ferro na menstruação, mais precisamente de 12,5 a 15 miligramas de ferro por mês, graças a perdas sanguíneas que variam entre 25 e 30 mililitros. Assim, elas precisam ter um cuidado redobrado em relação à anemia, já que as mulheres adultas têm mais casos dessa doença do que os homens.

Consumir alimentos repletos de ferro é algo que as mulheres precisam fazer cada vez mais. Além do chá de hibisco, as mulheres devem ingerir carnes (principalmente as vermelhas e as de peixe), verduras escuras e leguminosas (como feijões, grãos-de-bico e lentilhas).



Dicas para a absorção maior de ferro no corpo
Além disso, para quem deseja afastar qualquer risco ou crise de anemia, não basta apenas ingerir produtos ricos em ferro. Outras dicas que os especialistas dão consistem em aumentar a absorção de ferro no corpo. Para isso, os maiores aliados do ferro são a ingestão de vitamina C (encontrada em alimentos como lichia e frutas cítricas) e as próprias panelas de ferro fundido. Nesse último caso, é altamente recomendável que os alimentos sejam cozidos nessas panelas, de modo a aumentar a concentração de ferro e a viabilizar sua absorção.

Sendo assim, a deficiência férrica é algo que dá para evitar. Em nome da saúde do sangue, invista em uma dieta saudável e equilibrada, para poder desfrutar de dias melhores e mais plenos!"