Milho verde é saúde

O milho verde está constantemente presente nos cardápios.

Ingrediente de pratos como pamonha, curau, bolo e até mesmo cozido com manteiga, o milho é aliado da saúde. O cereal, de origem mexicana, é atualmente um dos mais produzidos no mundo. Segundo a nutricionista Sofia Sesti, ele é nutritivo e rico em fibras, por isso auxilia no funcionamento intestinal e no controle do colesterol, além de aumentar a sensação de saciedade. O grão também é fonte de carboidrato, contém minerais, vitamina E, B1 e B2.
Além disso, o milho auxilia a manutenção memória.




“O cereal possui vitamina B1, conhecida como tiamina, responsável por participar dos impulsos nervosos que fazem as transmissões entre neurônios e aprimoram a memória humana”, explica Sofia. Outro ponto a favor do milho é que ele não possui glúten e pode ser consumido por celíacos.



O milho é rico em vitamina A, antioxidantes, vitaminas do complexo B e vitamina C. Age combatendo o envelhecimento precoce, atua sobre o sistema nervoso e no funcionamento da tireóide e ajuda na absorção de ferro pelo metabolismo.



Dentre os vários benefícios do milho, temos:

Previne a ação dos radicais livres;
Auxilia no bom funcionamento intestinal;
Reduz os níveis de colesterol;
Reduz os níveis de glicose no sangue;
Previne problemas cardiovasculares;
Fonte de betacaroteno, fibras e vitaminas;
Auxilia a metabolizar gordura mais rapidamente;
Auxilia no tratamento de prisão de ventre, pois melhora o trânsito intestinal e acelera a digestão;
A vitamina A presente no milho proporciona mais brilho e vitalidade para a pele, as unhas e os cabelos;
O “cabelo de milho” presente nas espigas tem ação diurética, auxilia a eliminação do excesso de ácido úrico.

O milho pode ser consumido in natura, em cereais matinais, mingaus, tortas, canjica, cuscuz, polenta, pamonha, curau, creme de milho, pipoca, etc. O milho cozido é rico em fibras, e para não elevar muito o valor calórico, é indicado consumir com um pouco de sal apenas. A pipoca é um alimento muito nutritivo, mas deve ser consumido moderadamente, na medida de aproximadamente uma xícara de chá. A parte branca da pipoca é rica em amido resistente, que é bom para o intestino e para diminuir o nível de açúcar no organismo; e a casca é rica em antioxidantes. O milho de canjica pode ser preparado com leite desnatado e adoçante. O óleo de milho é rico em gorduras poli-insaturadas, que são benéficas ao coração. O valor calórico do milho depende de como é consumido.



Confira a seguir a quantidade de calorias presentes em 100g dos seguintes alimentos:

Milho verde: 129 calorias
Milho em lata: 109 calorias
Amido de milho: 381 calorias
Milho para canjica: 371 calorias
Milho para pipoca: 362 calorias
É importante lembrar que o milho em conserva é rico em sódio e pobre em nutrientes por causa do processo de conservação. Uma opção é cozinhar a espiga de milho e congelar em pequenas porções.




Fontes bibliográficas:

http://www.mulher.com.br/

http://corpoacorpo.uol.com.br/

http://beneficiosnaturais.com.br/