A Influência Das Cores Nos Ambientes - cromoterapia


A Influência Das Cores Nos Ambientes

A Cromoterapia é utilizada para o tratamento pessoal ou ambiental através das cores. Divide-se em Cromologia que é o estudo das cores, e Cromoenergética que é a aplicação da cor. Normalmente é baseada na aplicação das sete cores do Spectro ou Arco-Íris que são constituídas de três cores quentes: vermelho, laranja e amarelo; uma cor temperada que é o verde, e três cores frias: azul turquesa, o azul índigo ou anil, e o violeta.

Como características básicas de cada cor podemos dizer:

Vermelha: Além de quentíssima, estimula a euforia e representa a exalação da adrenalina. Não recomendada para pessoas excitadas ou em estado de intensa fragilidade. Muito utilizada em ambientes excitantes e prazerosos, principalmente onde haja música, dança e entretenimento. Não deve ser usada em quartos, escritórios, consultórios de psiquiatria, psicanálise e psicologia.


Observação: Esta cor é muito utilizada em países orientais, de clima frio. Porém para as regiões de temperatura quente, sugiro atenção especial, pois esta cor faz com que os ambientes pareçam pequenos e as pessoas se irritem com facilidade.


Laranja: Representa a intelectualidade. É a cor da sabedoria e da criatividade. Muito usada em áreas de lazer, salas de jantar e circulações (corredores), por trazer bem-estar físico e ser relaxante. Não deve ser utilizada em quartos ou áreas de tensão.


Observação: Esta cor é muito utilizada nos restaurantes rápidos (fast-food), para ativar a fome, e junto com a cor vermelha, fazer com que as pessoas comam rápido e saiam dando lugar a outras.


Amarela: Age de maneira excitante em pessoas nervosas. Representa a cor da teimosia e é recomendada para ajudar as pessoas a memorizarem melhor. Muito utilizada em ambientes antidepressivos. O amarelo forte não é recomendado para escritórios, quartos e áreas de trabalho. Nestes locais deve-se usar a cor palha ou creme.


Verde: É a mistura do azul com o amarelo, mas não possui as qualidades destas duas cores. É uma cor temperada e muito utilizada para aliviar dores; daí ser utilizada em abundância em hospitais (enfermarias, circulações e quartos). Podemos usá-la em pinturas externas de casas, quintais, salas cirúrgicas (somente as paredes), e locais onde haja a necessidade de uma reposição energética, como o teto dos banheiros. Em outros locais como salas de estar ou de atividades profissionais, pode trazer morbidez.


Observação: Esta cor é desaconselhável para restaurantes ou salões de chá. As pessoas a encaram como uma cor séria, e não relaxam com tranquilidade.


Azul Turquesa: Cor anestésica e apaziguadora para a superexcitação sexual. Pode ser uma cor muito fria, fazendo com que as pessoas durmam muito e comam excessivamente, tornando-se obesas. É uma cor refrescante, podendo ser utilizada em cozinhas, quartos de pessoas tensas e escritórios. Não deve ser utilizada em atividade de lazer.


Observação: Esta cor pode ser usada em uma parede do quarto do casal. Por ser uma cor fria, pode comprometer o relacionamento quando usada em excesso neste cômodo.


Azul Índigo: Equilibra as vibrações vitais do corpo físico e mental. Muito utilizada em ambientes de pessoas idosas, recém-nascidas e extremamente fragilizadas. Seria de bom uso nos quartos, escritórios e salas de tratamento para pessoas tensas (consultórios de psiquiatria e psicologia).


Observação: O índice de preferência das pessoas para esta cor é de 33%; isto é, desde o brim utilizado na confecção de roupas dos anos 60 até os nossos dias.


Violeta: Estabelece efeito calmante geral, principalmente nas afecções psíquicas. Realça a individualidade, a paz e o silêncio. Opera transformações. Deve ser utilizada em áreas festivas e interiores grandiosos e suntuosos.


Observação: Cor muito utilizada em igrejas, em academias de cultura física, em teto de salas de cirurgias.



DIRCEU BASTOS GALHARDI - CRT 40933 - Terapeuta Holístico, trabalha com Cromoterapia, Radiestesia, Reiki, Auriculoterapia, Feng Shui, dentre outras técnicas.
Texto original de: http://www.sinte.com.br/revistaterapiaholistica/naturoterapia/naturoterapia-tecnicas/cromoterapia/200-cromoterapia-ambiente.html#ixzz2MPgqZH6J
Direitos Autorais: SINTE - SINDICATO DOS TERAPEUTAS